Triste fim para o resgate do pequeno Julen, de 2 anos, que caiu em um poço de mais de cem metros de profundidade em Totalán, em Málaga, na Espanha. O corpo sem vida da criança que caiu no poço no dia 13 de janeiro foi encontrado na madrugada deste sábado segundo fontes do governo espanhol.

Os pais do garoto, José Rosseló e Victoria García, que estão sendo acompanhados por psicólogos desde o início do operativo, ficaram extremamente emocionados.

Com a localização do corpo foi ativado o alerta a comissão judicial que tratará do caso. Mais de 300 pessoas trabalharam por turnos desde o dia 13 de janeiro, quando  foram iniciadas as buscas.

O menino, que estava com seus familiares na propriedade, caiu em um buraco de prospecção para buscar água de pequeno diâmetro, mas de grande profundidade.

Desde então se ativou um operativo para resgatar o garoto, formado por efetivos de distintos órgãos, como a Guarda Civil, equipes de montanha, unidades subaquáticas, assim como efetivos da prefeitura e do governo da Andaluzia. Também se envolveram no resgate profissionais do Colégio de Engenheiros e de diversas empresas de geolocalização.