Ada Colau disse que capital catalã está de braços abertos aos que desejam tecer rede internacional de fraternidade e resiliência de apoio ao Brasil “rebelde e diverso”

A prefeita de Barcelona, Ada Colau, teve encontro com o ex-deputado brasileiro Jean Wyllys (PSOL), que decidiu morar na Europa diante das sucessivas ameaças de morte que vinha recebendo no país. Após o encontro, em Paris, Colau postou fotos no seu Instagram, no qual elogiou Wyllys e mais uma vez voltou a criticar o presidente Jair Bolsonaro, sobre quem mantém uma postura crítica por conta das suas ideias reacionárias e suspeitas de ligação com as milícias do Rio de Janeiro.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Hace unos días tuve la suerte de conocer a @jeanwyllys_real ❤ Un hombre bueno, generoso y valiente, un diputado que por su compromiso con los derechos #lgtbi, con la libertad y los #ddhh tuvo que huir del #Brasil de Bolsonaro, amenazado de muerte. . Fue un encuentro emocionante, con una persona extraordinaria. . Los últimos días mucha gente buena de Brasil me habéis enviado mensajes de agradecimiento por el post que publiqué en el aniversario del asesinato de #mariellepresente. . A todos vosotros os pido que miréis este album de fotos: el abrazo final que nos damos con Jean, es un abrazo también a todas las mujeres y hombres que defendéis la vida, la democracia y el Brasil rebelde y diverso que no se rinde ante el terror de Bolsonaro. No tengáis ninguna duda: el amor vencerá al odio 💜✊🌈 y en #Barcelona siempre tendréis una ciudad amiga, abierta y orgullosamente diversa con la que tejer una red internacional de fraternidad y resiliencia. . #lovewins🌈 #loveislove🌈

Uma publicação partilhada por Ada Colau (@adacolauofficial) a

“Faz uns dias tive a sorte de conhecer a Jean Wyllys (@jeanwyllys_real), um homem bom, generoso e velente, um deputado que pelo seu compromisso com os direitos LGBTI, com a a liberdade e os direitos humanos teve que fugir do Brasil de Bolsonaro, ameaçado de morte”, disse. Colau relata que “foi um encontro emocionante, com una pessoa extraordinária”.

Na publicação, aproveitou para agradecer aos brasileiros que lhe enviaram mensagens pela publicação que fez na rede social no último dia 14 de março, data de aniversário do assassinato da vereadora carioca, Marielle Franco. Na postagem Colau mandou um duro recado ao presidente brasileiro, no qual dizia: Bolsonaro, Marielle vai te tirar do poder”, que reproduzimos aqui no blog, tendo mais de cem mil acessos em apenas cinco dias, e que viralizou no Facebook.

“Nos últimos dias, muita gente boa do Brasil me enviou mensagens de agradecimento por um post que publiquei no aniversário do assassinato de #mariellepresente”, disse, chamando seus mais de 37 mil seguidores na rede a olhar o álbum de fotos do encontro com Wyllys.

Abraço entre Ada Colau e Jean Wyllys em encontro na Prefeitura de Barcelona

“O abraço final que  dou em Jean é um abraço a todas as mulheres e homens que defendem a vida, a democracia e o Brasil rebelde e diverso que não se rende ante ao terror de Bolsonaro. Não tenham nenhuma dúvida: o amor vencerá o ódio. Em Barcelona sempre terão uma cidade amiga, aberta e orgulhosamente diversa a tecer uma rede internacional de fraternidade e resiliência”.