Ativistas de direitos Humanos debatem nesta quinta-feira (15), na capital catalã, sobre a importância da luta feministas e de diversos contra o governo de ultradireita brasileiro 

Maria Dantas, no dia que foi eleita para o Congresso espanhol, usando camisa em homenagem a Marielle Franco, promete denunciar desmandos do governo Bolsonaro

No mesmo dia em que os estudantes se mobilizam no Brasil contra o desmonte da educação por parte do governo Bolsonaro, Barcelona sediará o debate “Feministas e Diversos, Resistência Democrática em Tempos de Bolsonaro. Duas potentes vozes estarão à frente do evento: a ativista de direitos humanos e militante LGBTI, Mônica Benício, e a também ativista e deputada eleita para o Congresso espanhol, Maria Dantas. O evento acontece das 12h às 14h (horário local), no Centro LGTBI da capital catalã.

Mônica Benício tem denunciado mundo afora crime contra Marielle Franco

Viúva da vereadora carioca Marielle Franco, brutalmente assassinada em 14 de março de 2018, Mônica Benício tem rodado o mundo denunciando o crime que segue impune com mais perguntas e respostas. Em Barcelona, terá a companhia de Maria Dantas, a jurista sergipana que recentemente foi eleita para uma das cadeiras no Congresso da Espanha pelo partido independentista Esquerda Republicana de Catalunha (ERC) e tem uma vasta atuação em prol dos direitos das pessoas migrantes.
O debate promete ser acalorado, pois tanto Mônica Benicio quanto Maria Dantas são expoentes da resistência ao presidente de ultradireita Jair Bolsonaro, que vem comandando uma política de ataque aos coletivos mais vulneráveis no Brasil e mantém uma relação mal explicada com os milicianos que dominam as favelas no Rio de Janeiro suspeitos da morte de Marielle Franco. O evento é organizado pela Àmbit LGTBI, CCOO em colaboração com o Centro LGTBI de Barcelona.