Ator norte-americano levou água e alimentos para as 121 pessoas resgatadas do Mediterrâneo pelo barco da ONG que está proibido de desembarcar em portos europeus

Richard Gere chegou ao Open Arms em um barco que trazia faixa dizendo que os imigrantes não estão sozinhos

O ator norte-americano Richard Gere se deslocou hoje (09) da costa italiana até águas internacionais para levar alimentos e água para os imigrantes resgatados pelo barco da Proactiva Open Arms, que faz resgate de refugiados no mar Mediterrâneo. A tripulação espera há oito dias que lhes sejam indicado um porto seguro para os 121 imigrantes resgatados do mar em duas operações diferentes. Entre os resgatados há 30 crianças, dos quais dois são bebês.

O ministro italiano de ultradireita, Matteo Salvini, mantém os portos do país fechados às ONGs que fazem resgate no Mediterrâneo, as quais acusa de favorecer a imigração irregular. Salvini reiterou que não deixará o Open Arms entrar em águas italianas e que as 121 pessoas a bordo “são responsabilidade de Madri”.

A única voz que se manifestou entre os mandatários do continente foi o presidente do Parlamento Europeu, David Sassoli, que ontem enviou uma carta ao presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, pedindo intervenção humanitária imediata. O primeiro-ministro espanhol, até agora não se manifestou sobre o caso, apesar do governo catalão ter oferecido o porto de Barcelona para desembarque. Sánchez foi o responsável pela proibição ao Open Arms de zarpar da capital catalã para resgatar imigrantes, bloqueio que durou meses e foi quebrado pelo capitão do barco, Oscar Camps, que acabou zarpando por conta própria.

Gere, que está casado com a empresária espanhola Alejandra Silva, chegou ao Open Arms em uma embarcação que levava uma faixa escrito “You are not alone” (Vocês não estão sozinhos). De dentro do barco e junto aos refugiados, com quem conversou bastante, o ator enviou a seguinte mensagem: “Vim de Lampedusa e trouxe toda a comida e água que pude para todas as pessoas que estão no barco. Há 150 pessoas contando com a tripulação. Todos estão bem agora. Antes de serem resgatados, estavam em dois barcos. Uma das quais foi interceptada e obrigada a retornar à costa pela guarda Líbia. Não sabemos nada deles. Os outros foram resgatados aqui. Provavelmente haveriam morrido… as pessoas que veem estão aqui graças às doações a Open Arms e ao trabalho que fazem. O mais importante para esta gente é que possam chegar a um porto livre, descer do barco e começar uma nova vida. Assim que, por favor, nos ajudem”.

A ONG, por sua vez, divulgou em suas redes sociais fotos do ator carregando os alimentos, entre eles frutas e verduras, além de água. “Por fim uma boa notícia. Chegaram alimentos ao Open Arms e contamos com um companheiro de tripulação excepcional, Richard Gere”, explicou a organização nas redes sociais.

Não é a primeira vez que o norte-americano mostra solidariedade à ONG. Em janeiro, Gere foi um dos participantes de um vídeo em que diferentes pessoas famosas, entre eles o ator espanhol Javier Bardem, no qual exigem do governo espanhol o desbloqueio do barco, quando estava proibido de desatracar do porto de Barcelona.