Primeiro ministro da Irlanda vota sim em referendo sobre casamento gay

Irlanda voto twitter

A Irlanda está realizando nesta sexta-feira (22) um referendo para decidir sobre a legalização do casamento entre pessoas do mesmo sexo. O primeiro ministro do país, Enda Kenny, foi um dos primeiros a comparecer as urnas. Depois de votar, o democrata cristão postou uma foto em sua conta no Twitter, declarando seu voto no SIM.

Essa é a primeira vez que um país realiza um referendo para decidir sobre a legalização desse tipo de união no mundo. A população irlandesa é majoritariamente católica. A opção pelas urnas difere da de outros países do mundo, como o Brasil, onde o enlace entre casais do mesmo sexo foi decidido por votação no Parlamento ou por decisão judicial.

A votação seguirá até a noite desta sexta-feira e a previsão é de que o resultado seja conhecido na tarde do sábado (23). As últimas pesquisas eleitorais davam uma cômoda vantagem aos defensores do sim, contudo ainda é grande o número de indecisos.

Na cédula de votação, os eleitores são instados a marcar sim ou não à proposta do governo irlandês, uma coalizão de conservadores e trabalhistas, sobre se “o matrimônio pode ser realizado de acordo com a lei por duas pessoas sem distinção do seu sexo”. Esta é a frase que o executivo quer acrescentar ao artigo 41 da cosntituição do país, para proteger o direito dos casais do mesmo sexo.

A República da Irlanda promulgou em 2010 a lei de Relações Civis, que concedeu reconhecimento legal aos casais de fato do mesmo sexo, mas não qualificava este tipo de união como matrimônio.

Os defensores do não estão entre grupos ultraconservadores, contra o aborto e da Igreja Católica.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.