“El País” considera impeachment de Dilma como processo irregular

El País

O processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), em votação nesta quarta-feira (11) no Senado brasileiro, foi tema de editorial publicado hoje pelo El País, principal jornal da Espanha. Com o título “Processo Irregular”, o texto diz que o caos institucional coloca Brasil numa situação de “incerteza inconcebível” e acusa oposição de ultrapassar limites e orquestrar uma espécie de “golpe constitucional”.
“O caos institucional que o Brasil está afundado, cuja máxima expressão é o irregular processo de impeachment contra sua presidenta, Dilma Rousseff, está colocando o país nas últimas horas em uma incerteza inconcebível na maior democracia sul-americana”, diz o texto.
Para El País, as investigações não provaram que a presidente cometeu o crime de responsabilidade fiscal, que dá embasamento ao impeachment. “As sucessivas investigações não conseguiram provar a participação da presidenta na corrupção que afeta o seu partido, mas o abandono de vários de seus parceiros de Governo a colocaram numa situação muito difícil”, diz o editorial.
O jornal diz ainda que enquanto o país se afundava na recessão, a oposição utilizou o Congresso para converter uma acusação de caráter político em um processo previsto para casos penais.
De acordo com o jornal, a crise institucional coloca em questão a legitimidade de Michel Temer (PMDB), como novo presidente: “O dano causado é incalculável”.
Na Europa, o espaço que vem sendo dado pelos meios de comunicação à crise política no Brasil tem sido destacado. Muitos deles têm chamado a atenção para o fato grande parte dos parlamentares brasileros – da Câmara e do Senado – estarem implicados na justiça por casos de corrupção. O que desligitimaria o julgamento da presidente.
Na segunda (09), o fato mais destacado foi a decisão de anular a votação do processo de impeachment na Câmara, anunciada pelo presidente interino da Casa, Waldir Maranhão (PP). O “Guardian” afirmou que nem os roteiristas de “House of Cards” iriam tão longe.
O francês Le Monde disse que a decisão “foi uma surpresa para todos”, como afirma o diário francês Le Monde, enquanto o site alemão Tagesschau classificou o episódio de “surpreendente reviravolta para a chefe de Estado Dilma Rousseff na luta pelo poder. Já o site Spiegel Online escreveu que “Dilma tem bons motivos para sorrir, mas seus adversários não desistem, e o jogo de intrigas fica cada vez mais maluco”.
Nesta quarta-feira, a maioria dos informativos online europeus mantém links ao vivo da sessão no Senado, tamanha é a expectativa sobre o destino da “maior democracia da América Latina”. E informam que o vice-presidente Michel Temer, “ex-aliado da presidente e que agora se tornou seu rival, já está se preparando para assumir a presidência interina e anunciar a formação de um novo governo”.

2 thoughts on ““El País” considera impeachment de Dilma como processo irregular

  • May 11, 2016 at 11:56 pm
    Permalink

    O jornalista responsável por essa matéria é um completo desconhecedor da realidade brasileira, ou vive no mundo dos Ptralhas.

    Reply
    • May 12, 2016 at 9:35 am
      Permalink

      Cara, você é que é um pago por não sei quem…Só sei que ninguém consegue entender esse processo que é essencialmente por interesses políticos e à revelia da maioria da população. E eu não estou defendendo ninguém viu? É só minha opinião. Ninguém precisou me pagar para eu comentar aqui!

      Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.