5 propostas musicais Brasil – Catalunha para esses dias de confinamento em casa

Sociólogo pernambucano que vive em Barcelona sugere lista musical com artistas brasileiros e catalães para ouvir durante estes dias confinamento

*Por Flávio Carvalho

Acesse a playlist

Marcel Lázara e Julia Arrey

Os conheci tentando ajudá-los a viajar à Bahia com seus dois cachorros. Marcel havia acabado de sair do grupo musical catalão que eu mais escutava e de maior sucesso não somente em nível local: Txarango. Julia se apresentou como Guia de Montanha.

Em https://www.marcellazaraijuliaarrey.com/ está o documentário da viagem de bicicleta, com os cachorros (claro!), seguindo o curso do Rio São Francisco, do Sertão à foz, em Piaçabuçu. Lição de vida? Mais: excelente qualidade musical! Em três idiomas: português, castelhano e catalão.

Namina

Natália Miró do Nascimento (NaMiNa). A conheci (ela e seu irmão, guitarrista, que a acompanha), por sua mãe, pernambucana de Surubim que mora há muitos anos em Barcelona. Reconhecidíssima pela melhor crítica musical, sua personalidade fortíssima está perfeitamente plasmada nas suas canções autorais. Sutilmente, como deve ser, o Brasil se faz presente.

Jabu Morales

Minha primeira grande amiga catalã, a produtora cultural Mar “Balaio” Rubiralta, deu-me um presente especial: o primeiro disco de Jabu, no dia que ele saiu do forno. Apaixonei-me. Capoeirista, percussionista, formada nos terreiros de Maracatu do nosso Pernambuco, Jabu é a alma feminina das melhores bandas musicais brasileiras na Catalunha. O Maracatu Mandacaru já é um mito em toda a Europa. E o Festival Sereia também é obra dela, sempre muito bem acompanhada. Mas, esqueçam tudo o que eu falei sobre ela e escutem Jabu.

Andrea Motis

Instrumentista que nasceu com um trompete na boca. Jazzista de primeira linha, admirada entre os bambas do Jazz norte-americano. Depois de gravar grandes clássicos da bossa-nova em quase todos os seus discos, decidiu assumir o seu amor pela boa música do nosso país em um disco antológico, como se não bastasse o nome lindo: Do outro lado do azul.

Entrevistei-a num festival vinícola, aqui pertinho de casa, e Andrea fez questão de demonstrar-me os resultados das suas aulas de português. Na voz doce de Andrea… uma delícia.

Sergi Danti

Fomos apresentados em um programa na Catalunha Rádio sobre “a sexualidade do brasileiro” (?!), pelo excelente músico que o acompanhava em um disco de homenagem ao Chico Buarque, o saudoso Euclydes Mattos – que morreu semanas depois. Sergi possui vasta trajetória musical, é um trovador, contador de histórias. E o Brasil também está (muito bem) aqui. Hoje, Sergi é um companheiro de Saraus. Aliás, depois da Pandemia, o Sarau de Homenagem ao Chico Buarque – com o violão sete cordas de Valter Guerra – não perde por esperar…

*Flávio Carvalho é sociólogo (cbrasilcatalunya@gmail.com)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.