Padre brasileiro se destaca por trabalho social em Barcelona

Por Rejane Modesto, da série Ativistas do mês do Brasil Ativo Press

Foto de capa: Ludmila Carneiro

Adilson Tolentino, reitor da Paróquia da Mare de Dèu de Betlem, é reconhecido pelo trabalho social que realiza na capital catalã

Padre Adilson Tolentino
Padre Adilson durante missa em Barcelona / Foto: Paróquia da Mare de Dèu de Betlem

O trabalho social dele não é de hoje. Começou desde que se entende por gente! Assim nos revela de onde veio a sua inspiração para o ativismo social que faz hoje em Barcelona, o padre Adilson Tolentino, 40 anos, recém promovido a reitor da Paróquia de Mare de Dèu de Betlem, que fica em Les Rambles, uma das principais vias de Barcelona.

Quando menino, Adilson, vendo o exemplo dos pais, um comerciante abastado de Montes Claros, Minas Gerais, no Sudeste brasileiro, e da mãe, apelidada de “dona Bondosa”, reunia outras crianças de famílias carentes para brincar e lhes dava lanches, porque via que muitas delas não tinham o que comer. Quando a adolescência começou não foi diferente. Logo assumiu a coordenação do grupo de quatrocentos jovens na igreja local.

E o trabalho social não diminuiu com o passar dos anos. Ao mesmo tempo que fazia o curso de psicologia, na Universidade de São João Del Rey, também no interior de Minas Gerais, ele atuava junto a trabalhadores rurais num dos acampamentos do MST (Movimento dos Sem-terra) e já mostrava o rumo que a sua vida iria levar.

Daí para ganhar uma bolsa de estudos para o mestrado em psicologia na Espanha foi um pulo! Depois de concluir os estudos, resolveu ampliar sua estada por aqui e entrou para um curso de filosofia, sempre focando nos trabalhos sociais e na Igreja Católica. Foi aí que o que era uma tendência se transformou em certeza. Ele foi questionado pelo bispo de Barcelona se gostaria de se tornar sacerdote e a resposta foi imediata, sim! Terminou o noivado com uma também psicóloga brasileira e entrou para o curso de Teologia, em Roma.

Quando assumiu a sua primeira Paróquia em Barcelona, no ano de 2016, havia apenas duas pessoas assistindo à missa. Ele fazia toda a celebração sozinho, inclusive os cânticos. E assim ficou por um tempo, até que seu trabalho assistencial foi se expandindo e hoje atende a 200 famílias carentes e celebra missas com a igreja sempre cheia, claro que hoje mantendo o distanciamento exigido por conta da pandemia da Covid-19.

Durante a semana o seu tempo é dividido entre o trabalho de psicólogo em hospitais públicos, manicômios e presídios, o que faz pelas manhãs. O atendimento às pessoas necessitadas na Paròquia de Betlém é realizado durante a tarde. Entre as atividades, celebra missas em português, em castelhano e catalão. Poderia ser em inglês, italiano ou latim, línguas que também domina.

Os horários das refeições são reservados para a mãe, que tem mais de oitenta anos e com quem divide a casa onde mora! Ela foi outra inspiração no trabalho social do padre e com quem protagonizou uma situação extrema de exemplo de auxílio ao próximo.

Em março, no auge da pandemia de Covid-19, foi informado que uma mãe brasileira e a filha de 3 anos haviam sido desalojadas de um hotel e teriam que dormir nas ruas de Barcelona enquanto aguardavam serem transportadas para o Brasil. Padre Adilson arrumou um quarto e colocou as duas dentro de casa durante uma semana. Segundo ele, ali ele teve “a certeza que a mão de Deus o guiou” e que este é deve o verdadeiro papel de um religioso! E garante: quanto mais faz, mais sente vontade de fazer!

Padre Adilson Tolentino
Entrega de cestas básicas a famílias pela Igreja da Mare de Déu de Betlem   Foto: Facebook Comunidade católica brasileiro – portuguesa de Barcelona – ESP

E é assim que ele segue atendendo quem o procura, não só brasileiros, mas pessos oriundas de países da África, da Ásia, da Europa e dos vizinhos da América Latina. Muitos deles não são seguidores da religião católica, o que demonstra que o trabalho social do Padre Adilson Tolentino não tem fronteiras e nem data para terminar!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.