Escândalo envolvendo ministro pode influenciar voto na Espanha

Fernandez Diaz e De Alfonso
Gravações de conversas entre Díaz e Alfonso revelaram trama para implicar membros de partidos independentistas da Catalunha

As gravações divulgadas esta semana pelo jornal El Público, nas quais o ministro do Interior da Espanha, Jorge Fernández Díaz (PP), planeja junto com o chefe da Agência Antifraude da Catalunha, Daniel de Alfonso, formas de incriminar integrantes dos partidos independentistas da Catalunha, podem influenciar o voto nas eleições legislativas deste domingo.
As dúvidas que se avolumam em torno do grau de conhecimento do caso por parte do primeiro ministro Mariano Rajoy, o que pode subtrair votos do líder do PP. Nas gravações, Díaz e Alfonso deixam clara a intenção de fabricar escândalos envolvendo membros das siglas Convergência Democrática da Catalunha (CDC) e Esquerda Republicana da Catalunha (ERC). Inclusive levantando dados sobre familiares de líderes políticos dos dois partidos, denúncias que eles próprios apontam não terem consistência.
Analistas políticos acreditam que fragilizado por inúmeros casos de corrupção ao longo dos últimos quatro anos, o PP pode não resistir a mais um caso político mal explicado e de contornos marginais. A divulgação das gravações gerou uma onda de protestos em várias cidades da Catalunha na última quinta-feira, dos quais participaram entidades da sociedade civil, sindicatos e partidos políticos. No protesto, além das demissões de Díaz e Alfonso, os catalães pediram que no domingo a população “expulse” o PP do governo.
O PP, por sua vez, tenta tirar a importância do caso, transmitindo a ideia de que tudo não passa de um “factoide” de autoria particular. Neste domingo se verá quem tem razão.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.