Barcelona reforça vigilância ante riscos de atentado jihadista

BCN metro
Pontos estratégicos das estações de metrô de Barcelona estão sendo vigiadas por unidades especiais da políci catalã desde o dia 1º de janeiro

O ano de 2016 foi recebido em algumas cidades europeias sem a tradicional queima de fogos, a exemplo de Paris e Bruxelas, bem como sem festa popular, como em Moscou, onde a Praça Vermelha teve o acesso fechado à população. Tudo isso por conta da ameça de ataques jihadistas, que agora motivaram a ampliação de vigilância em Barcelona, onde desde a virada do ano se vê forte efetivo policial armado em pontos estratégicos, especialmente nas estações de metrô.
O secretário de interior da Catalunha, Jordi Jané, confirmou neste sábado (02) que o efetivo foi incrementado. “Temos uma série de pontos de interesse policial ativados como no metrô de Barcelona onde há a presença de unidades especiais dos Mossos d’Esquadra (a polícia catalã)”, comentou Jané, detalhando que os agentes vigiam os corredores de diversas estações e portam “armas largas”. “O máximo alerta existe e devemos estar ativados”, destacou.
Jané informou que foram escalados 80 agentes a mais no dia 1º de janeiro em comparação ao efetivo do ano anterior no metrô de Barcelona. “São policiais da Área de Brigada Móvel e da Área Regional de Recursos Operativos”, explicou. Segundo o secretário, é preciso estar permanentemente em alerta ante o risco de um atentado jihadista uma vez que Barcelona é uma cidade importante e de grande movimentação turística.

Munique
Em Munique, o alerta máximo foi ativado na virada do ano e várias estações de metrô foram fechadas

ALERTA – Na Alemanha, a polícia permanece em alerta em Munique, onde no primeiro dia de 2016 foram evacuadas as estações de metrô nas áreas oeste e central da cidade. O serviço secreto ativou o alerta de possibilidade de ataques suicidas planejados pelo Estado Islâmico (EI) e está fazendo a busca de sete terroristas, segundo informado pelo ministro do Interior da Alemanha, Joachim Herrmann.
O paradeiro dos suspeitos, de nacionalidade iraquiana, de acordo com informações da cadeia de rádio e televisão Bayerischer Rundfunk, não foi especificado. Foi informado que os terroristas planejavam ir em duplas para locais de grande concentração e se explodirem, como aconteceu em Paris. O que estava planejado para acontecer à meia-noite da virada do ano.
Muitas cidades da Europa aumentaram o nível de alerta depois dos atentados de Paris, ocorridos em novembro, quando vários comandos terroristas atacaram diversos pontos da capital, matando 130 pessoas e ferindo 350. Na noite de Ano Novo francesa foram mobilizadas em todo o país 60 mil policiais e militares, dos quais 11 mil foram destinados a monitorar Paris.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.