Quer conhecer uma cidade única no mundo? Viaje com Patrícia Cassemiro a Amsterdã, onde a liberdade passeia por todos os lugares sem preconceitos

Feiras de flores são um dos atrativos de Amsterdã, roteiro do Viaje Mundo Afora indicado por Patrícia Cassemiro

Por Patrícia Cassemiro

Amsterdã carrega diversos rótulos. Para muitos é a cidade de Van Gogh e para outros dos prostíbulos e das prostitutas de várias nacionalidades expostas em vitrines. Há quem a veja como sinônimo de liberdade e onde é possível “legalmente” fumar maconha, haxixe ou experimentar uma mistura destas ervas.
Considero que Amsterdã é tudo isso e muito mais. Por trás de tantos ícones, é um lugar onde o cidadão mantém o respeito pela arquitetura da época do ouro, a exemplo das alternativas de moradia como casas flutuantes e os lofts.

Bicicletas são um dos meios de transportes mais utilizados em Amsterdã, onde predomina a arquitetura da chamada época de ouro

Outra característica que chama atenção é o cuidado dos cidadãos com a natureza. Os jardins de tulipas e as feiras de flores compõem um belo cartão postal entre as pontes que transportam a tantos caminhos.
Aqui é muito comum os habitantes irem para o trabalho ou passear de bicicleta. Um meio de transporte interesante para os turistas, que contam com uma grande gama de serviços de aluguel. Mas se você não é adepto das duas rodas, caminhar pela cidade também é bastante excitante. Para os que vão a pé a dica é verificar as calçadas que estão habilitadas como via de ciclistas para evitar acidentes.
Os ônibus e metrôs funcionam das 6h até um pouco mais da meia-noite. Depois deste horário, há ofertas de linhas noturnas de ônibus. Há poucos táxis e cobram caro pelo deslocamento. O mais indicado é se hospedar nas áreas centrais e estar disposto a boas caminhadas. Na cidade, como em Londres, a culinária não é das melhores, apesar que na bagagem você pode levar para casa o mais famoso queijo holandês, o Gouda, que é um delicios petisco, especialmente com vinhos. No quesito guarda-roupa é bom estar preparado com jaquetas e guarda-chuvas, pois sempre chove e venta. Às vezes pode fazer calor mesmo durante o inverno.

Museu Van Gogh é um dos locais imprescindíveis a visitar em Amsterdã

Há uma grande oferta de museus, sendo imprescindível visitar o dedicado a Van Gogh, um dos mais ilustres holandeses e pintores de todos os tempos, que infelizmente só teve sua glória após a morte. Outro local imperdível é o Hortus Botanicus. Situado no coração da cidade, abriga espécies de raras da fauna e da flora.

Praça, local cêntrico em Amsterdã, é um local onde transitam todas as tribos em Amsterdã

Recomendo um tour pelas famosas cafeterias, com seu café marrom ou branco ou pela Praça Dam, na área central, que está rodeada de clubes, discotecas e bares por onde transitam gente de várias tribos. E meio à essa grande praça há um obelisco erguido em homenagem aos mártires holandeses que lutaram pelo país. É sobretudo um ponto de encontro para gente de todas as idades que estão em busca de vida. Aqui  está localizado o Madame Tussauds, o museu de estátuas de cera mundialmente famoso. 

Apesar da má fma o bar Vermelho, que expõe prostitutas na vitrine, é um dos locais mais visitados em Amsterdã

O mal afamado e mais visitado de todos os locais é o Bar Vermelho, que expõe prostitutas de várias raças e idades em uma vitrine voltada para a calçada. Durante à noite, quando é iluminado por luzes vermelhas, o ambiente pode impactar os que gostam de passeios familiares. A recomendação neste lugar é não fazer fotos, pois muitas das garotas que trabalham ali são de classe média alta, que aproveitam a temporada na cidade para ganhar um dinheiro extra. Muitas delas são universitárias e suas famílias nem sabem o que estão expondo seus corpos num convite a mais ao prazer nesta terra de liberdade.
Apesar de alvo de especualação pelo setor imobiliário, o bairro judeu é um bom local para passear, especialmente aos sábados. Entre os destaques, a Sinagoga portuguesa e a casa onde o pintor Rembrant viveu durante 20 anos. Neste caso, para entrar é preciso comprar ingresso e o horário de acesso vai das 10h às 17h.

Visita a casa do pintor Rembrant é um dos roteiros indicados em Amsterdã

É interesante adentrar nos bairros populares de ruas estreitas, como o Jordaan ou o Rembrandtplein, que recebeu este nome em homenagem ao famoso pintor e é conhecido como bairro gay, repleto de clubes e bares, onde está localizado o Museu da Fotografia (FOAM).
Amsterdã é sem dúvida uma cidade única. Alguns até a classificam como hippie, mas eu diria que se trata de um lugar onde cabe diversão para todos os gostos.