Festival que encanta pela oferta de música e gastronomia brasileira terá espaço para autores apresentarem suas obras e interagirem com o público

A 11ª edição do Festival Dia do Brasil, em Barcelona, no próximo domingo, 8 de setembro, no Poble Espanyol, contará com uma mostra literária com autores brasileiros, livros sobre o país, editados em português e em outros idiomas. O espaço será pilotado pelo sociólogo Flávio Carvalho, que estará autografando “Paraula”, lançado recentemente, escrito em português, catalão e espanhol.
Terei o prazer de estar entre os convidados da programação, com o livro “Catalunha, entre a esperança e a tempestade”, lançado no Brasil pela Editora Cepe, que está sendo vendido no Recife (Brasil), Lisboa (Portugal) e em Barcelona e através da página da Amazon. Nas palavras de Flávio Carvalho a edição se trata de “uma cobertura objetiva e rica em detalhes sobre os antecedentes recentes em relação ao processo de independência da mais rica região espanhola”.
No espaço, também estarão os escritores Salvador Casas, com o premiado “Samba para um Defunto”, e o jornalista e produtor de audiovisuais catalão Francesc Escribano, com a biografia do bispo Pedro Casaldáliga, “Descalço sobre a terra vermelha”. Os autores estarão interagindo com o público que prestigiará o mais importante festival cultural brasileiro da Espanha e um dos mais significativos da Europa, onde se pode desfrutar também da culinária, da música e das tradições do país latino-americano. Numa festa que começa às 13h e segue até as 23h, num dos espaços mais emblemáticos da capital catalã, organizado pela brasileira Ana Bárbara.
Participando desde a primeira edição do Dia do Brasil, coordenando a parte de venda de livros, CDs e DVDs, Carvalho se diz feliz em ter idealizado a mostra literária, que terá uma pré-estreia no dia 6 de setembro, com a  apresentação de livros em língua portuguesa na FNAC Arenas, na Praça Espanha, a partir das 19h.

O multiartista Felipe Catto será uma das atrações musicais do Festival Dia do Brasil, em Barcelona

MÚSICA – Um dos grandes atrativos da festa, que este ano espera reunir mais de sete mil pessoas, são as apresentações musicais. Nesta edição, haverá a presença do artista multidisciplinar Filipe Catto, reconhecido defensor do coletivo LGBT no Brasil. Paula Lima, Ninha e Gerlane Lops são outros nomes que estarão presentes no Festival Dia do Brasil, que tem programados eventos paralelos entre os dias 6 e 15 de setembro e tem como missão apoiar a diversidade de gênero, raça e religião.

Filipe Catto irá lançar seu último disco “O nascimento de Vênus”, sobre o seu imaginário queer, enquanto Paula Lima voltará a ser a “embaixadora do samba tradicional na sua versão mais moderna, com influências de jazz, funk e soul”. Carlos Augusto Rodrigues de Brito, Ninha, descoberto por Carlinhos Brown, estará à frente da Banda Trem com suas propostas de ritmos baianos, africanos e latino-americanos, “porta-bandeira da música de Salvador no festival”. Gerlane Lops, com mais de 27 anos de carreira, se inspira em ritmos da música brasileira de outros artistas como Clementina de Jesus, Clara Nunes e Ivone de Lara.
No festival, participarão também brasileiros residentes em Barcelona como Lari Antunes, DJ Golfo da Guiné e DJ Casa de Guerra. Por outro lado, a Escola de Samba Unidos de Barcelona oferecerá uma atuação, assim como o grupo de capoeira Cordão de Ouro.